Transtorno do Pânico

TRANSTORNO DE ESCORIAÇÃO – Skin Picking

Skin Picking, Transtorno de Escoriação, Escoriação Psicogênica ou Dermatilomania é caracterizado pela repetição crônica de coçar, tocar, arranhar ou furar a própria pele. Se machucar. Para que seja considerado um transtorno psiquiátrico é fundamental que haja dano tecidual visível (feridas), sofrimento, incapacitação, dor, deficiência ou uma perda importante da liberdade. As regiões mais comumente acometidas são: face, membros superiores e tórax.

determinadas regiões da pele, de modo tão intensivo ou repetitivo que acaba provocando feridas, cicatrizes, descolorações na pele.O paciente pode passar horas examinando a pele, procurando pequenas imperfeições, bolinhas, espinhas, cravos, pedacinhos de pele, pelos e arrancando, coçando, cutucando, furando.

 

Muitos casos de Picking não têm outros problemas psiquiátricos (embora ele quase sempre piore em situações de ansiedade), mas muitas vezes ele faz parte de:

  • Transtorno Dismórfico Corporal ou Dismorfia Corporal ou Transtorno Somatoforme Corporal
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC ou DOC)
  • Abstinência de drogas opióides
  • Autismo
  • Transtorno de Personalidade Borderline
  • Tricotilomania (mania de arrancar cabelos)

 

Desenvolvimento do Picking:

Geralmente começa com uma ferida na pele, que a pessoa coça, aí coça de novo, acaba não deixando cicatrizar.

Com o tempo começa a ter uma sensação localizada de coceira ou de necessidade de se cutucar. Aos poucos começa a sentir que em determinadas situações mais ansiosas ou estressadas da vida essas coceiras ou escoriações passam a ser uma válvula de escape para as tensões. O Picking costuma se manifestar quando a pessoa está ansiosa, quando está se sentindo com monotonia e para muitas pessoas traz uma sensação de prazer.

Portadoras de Picking podem usar roupas fechadas e mangas compridas mesmo no calor.

Procure um Médico Psiquiatra.

Dr. Vicente Gomes – Excelência em Psiquiatria.

FacebookWhatsAppFacebook MessengerGoogle+Twitter